Estante Nacional: Judie Castilho

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo

Olá, leitores! Tudo bom?

Como vocês já sabem, o GBU – Grupo Blogueiras Unidas, composto pelo CuraLeitura, Clube do Livro e Amigos, As 1001 Nuccias e Entre Livros e Pergaminhos, tem um projeto de divulgação chamado Estante Nacional. Já passou pela nossa estante o Lucinei M. Campos, a Malu Simões, a Suzana Chaves e a Nuccia de Cicco.

Esse mês é a vez da Judie Castilho, autora da série Sob a Luz das Galáxias. O primeiro livro, O Beijo da Morte, foi publicado pela Chiado Editora e tem resenha no blog (resenha O Beijo da Morte). As continuações, À Sombra do Perigo e A Fúria do Desejo, foram lançados pela Amazon em formato digital.

Além disso, os blogs parceiros da Judie também estão participando do projeto este mês. São eles: Cantinho Cult, Anatomia de um Coração, Meu Espaço Geek e Mãe, tô escrevendo.

Vamos conhecer então a Judie e seus livros?


SOBRE A AUTORA

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, sentado e área internaJudie viveu a infância na pequena cidade de Cambuci, no interior do estado do Rio de Janeiro. Na adolescência, mudou-se para Niterói, região metropolitana do Rio, cidade onde passou a maior parte de sua vida, casou-se e teve seu filho, Nicolas.

Desde criança, sempre gostou de fantasias, e passava longos períodos criando e desenvolvendo em sua mente histórias das mais diversas, com mundos fantásticos e seres imaginários. Há alguns anos, uma destas histórias começou a visitar seu imaginário com uma frequência bem maior que o normal. Quanto mais ela tentava resistir a ela, mais e mais ela insistia em visitá-la. Tanto ela insistiu que Judie desistiu de resistir, e pôs-se a escrevê-la.

Assim nasceu "O beijo da morte", o primeiro livro da saga "Sob a luz das galáxias".


SOB A LUZ DAS GALÁXIAS

Uma romântica e perigosa história, vivida sob a luz das galáxias. 
Uma jovem audaciosa, disposta a tudo por seu amor... 
Um homem poderoso, capaz de matá-la só por amar-lhe... 
Um povo cruel, que não tem limites em sua luta pelo poder... 
Quando a paz no universo está ameaçada, um amor impossível pode se tornar uma poderosa arma nas mãos inimigas.
O Beijo da Morte

O beijo da morteHaysla e sua amiga, Violyt, estão iniciando uma nova fase em suas vidas. Depois de passarem muitos anos na Terra, enfim chegou o dia pelo qual elas tanto esperaram! Elas estão completando 17 anos e ingressando na Academia Frantila, a escola mais disputada do universo. Mas as coisas não serão fáceis para elas. 
A União Universal e seus 16 planetas aliados acreditam estar cada vez mais unidos e poderosos. Porém, uma grande conspiração intergaláctica está se formando. Seus planetas inimigos não querem mais viver à margem do universo. Eles estão em busca de poder e de um elixir que lhes garanta uma longa vida. 
Para complicar ainda mais as coisas, Haysla está vivendo um peculiar triângulo amoroso. 
De um lado, um amor leve, divertido, tranquilo. Possível.  Com ele, Haysla tem a chance de uma vida segura e feliz. 
De outro lado, um amor ardente, avassalador, compulsivo... Mas impossível. E para viver este amor, Haysla não temerá consequências... E pode colocar todos em sérios apuros.


Onde comprar:


À Sombra do Perigo

À sombra do perigoUm novo período está começando e, junto com ele, uma nova era se inicia... 
Frantila está infestada de gafanhotos. E agora que eles encontraram uma forma de atingir o poderoso presidente da União Universal, o inimigo pode surgir a qualquer momento, vindo de qualquer lugar. 
Mas... Ser caçada pelos inimigos de seu pai não é a maior ameaça à vida de Haysla. 
Ela e Benjamin estão perigosamente mais próximos. Seus corações, devastados pelo amor. Seus corpos, dilacerados pelo desejo. E quando a paixão ultrapassa o limite da sanidade... os olhos do homem amado podem refletir sua própria morte.
Só há uma rota de fuga possível para esta cruel emboscada do destino... e Haysla sabe disso. Só o amor de Keynel pode salvá-la. 
Haysla está vivendo à sombra do perigo, à sombra da morte...
Mas seriam o medo e a morte capazes de fazê-la desistir de seu grande amor? 
Existiria algo no universo capaz de fazê-la desistir de seu grande amor?


Onde comprar:


A Fúria do Desejo

Muitas vezes, a realidade não é exatamente como se almeja, Haysla sabe disso. 
Mas a vida lhe ensinou que ela pode ser doce, como um sonho bom. Pelo menos... até tornar-se um pesadelo.
Um novo período... Um novo ciclo... Inesperadas mudanças... Surpreendentes reviravoltas.
Obrigada a revelar sua paixão secreta ao seu namorado, Haysla mergulha numa tristeza profunda, e Keynel não está mais lá para resgatá-la. Mas quando a felicidade torna-se tristeza, quando a diversão torna-se agonia... 
A dor suprema gera o desejo, e o desejo supremo, gera a dor...
E nessa ciranda de inconstâncias, Haysla descobre que não há dor tão devastadora que não possa ser intensificada... Nunca.
Reaproximados pelo sofrimento, Haysla e Benjamin consomem-se em desejo. Um desejo tão poderoso que pode transformar em possível, o totalmente impossível. Mas... imergir-se em paixão, entregar-se de corpo e alma a este desejo avassalador, traz consequências muito mais terríveis do que se possa imaginar. Porque, dilacerado pela loucura que a dor intensa o impõe, um coração ensandecido joga-se no leito do perigo, atira-se nos braços do inimigo. 
Sofrimento. Desespero. Medo. Loucura... Morte? 
Será sempre trágico o destino reservado a um amor extremo?
Será que nunca haverá um fio de luz camuflado entre as garras das trevas?

Onde comprar:


ENTREVISTA

1. O que te inspira e te motiva a escrever e como surgiu a ideia de escrever sobre esse universo fantástico de Sob a Luz das Galáxias?

Olá... Primeiro, quero agradecer pelo convite de estar esse mês aqui com vocês. Fiquei muito feliz!!!
Bem, agora vamos à primeira pergunta.

Minha motivação para escrever é diferente hoje de quando comecei. Quando eu comecei a escrever, eu queria apenas me libertar de uma história que não saia da minha cabeça, que insistia em criar vida, a qualquer custo. Hoje o que me motiva é outra coisa... o carinho dos leitores, sem dúvida alguma. Sempre que recebo uma mensagem ou me deparo com um post de alguém que leu um livro e adorou, eu sinto uma força absurda para continuar escrevendo, e um amor enorme pelo que faço. E esse amor só cresce a cada dia.

Quanto à ideia da saga, ela surgiu na minha mente de repente, do nada, como num passe de mágicas, junto com cada mínimo detalhe deste universo louco e tão diferente que eu criei. Eu não sei exatamente como aconteceu, mas acredito que tenha sido um trabalho feito inteiramente pelo meu subconsciente. Eu tenho pra mim que ele, o meu subconsciente, elaborou tudo com muito cuidado, pensou em cada mínimo detalhe, em como as histórias se fechariam como um círculo, a cada novo livro da saga, em como detalhes pequenos de um diálogo, ou de uma cena de um livro, se justificariam em outro livro... Quando a história veio à tona para o meu consciente, o trabalho dura já estava feito, e coube a mim, pelo menos de forma consciente, cuidar apenas de coisas mais simples, como a descrição das cenas, os diálogos, os detalhes das personalidades de cada um dos personagens, cenários...


2. Seu universo possui muitos detalhes, são muitos planetas e muitas características distintas de cada um. Como você organiza as ideias para não se confundir na hora da escrita? Você possui algum macete na hora de criar uma história? Se sim, qual(is)?

Esse é uma parte que dá trabalho. Por mais que a história tenha vindo detalhada pra mim, preciso me cuidar para não confundir nada, e não me esquecer de nada. Então eu tenho uma pasta no meu computador com vários arquivos sobre a saga. Tenho o calendário de cada livro, com o dia em que cada acontecimento ocorreu, para que eu não me perca no tempo. Tenho a lista completa de todos os personagens, mesmo aqueles que apareceram uma única vez, e são muuuuuuuitos. Tenho a lista de todos os planetas, de cada sistema planetário, com desenho de sua localização e detalhes do planeta, e das galáxias. Tenho a lista dos planetas que possuem vida inteligente, e de seus habitantes, assim como todas as suas características físicas e dons. Tenho outro com tudo ligado às pesquisas científicas, outro com as investigações sobre os gafanhotos... E mais um monte deles... E eu consulto sempre esses arquivos, para não me confundir em nenhum detalhe. Esse é meu macete, se é que se pode chamar isso de macete.


3. Nos livros, temos personagens bem marcantes, alguns com nomes comuns, outros nem tanto. De onde surgiu a ideia para os nomes dos personagens?

Segundo a teoria da saga, a Terra foi colonizada há milhares de anos por diversos planetas do universo. Esses planetas teriam se dividido na Terra por seus continentes, e se misturado aos terráqueos nativos, que seriam os índios que se espalhavam pela Terra. Por essa razão os terráqueos não têm as características físicas definidas, possuindo uma enorme diversidade.

Foi baseado nisso que eu escolhi alguns dos nomes. Fui pegando os planetas que colonizaram cada continente, pesquisando nomes dos povos que habitam lá, e criando outros nomes que tivessem a ver com a sonoridade dos nomes de lá. Assim, seria como se os nomes desses planetas tivessem originado os nomes das pessoas que hoje habitam em cada um destes países.

Os nomes das protagonistas são nomes terrestres, já que as suas mães são da Terra, mas são nomes dos países de origem delas. Haysla, por exemplo, é indiano.

Já os nomes dos Klysos eu peguei nomes ingleses mais antigos, idealizando que, como são um povo muito querido, algumas pessoas que vieram para a Terra, deram aos seus filhos nomes comuns naquele planeta, para homenageá-los.

Affff!!! Todas as minhas respostas são longas. 😱😱😱😱


4. Ainda sobre os nomes, existe uma pronúncia correta deles? Se sim, poderia “escrever” como se falam os principais nomes?

Existe a minha pronúncia, mas eu acho que cada um pode pronunciar como achar mais confortável. Mas, se quiserem saber como eu falo...

Haysla: Raisla
Violyt: Vaiolít
Keynel: Kiiiinel (O Key se fala como "chave", em inglês, tem o "i" meio arrastado) Guilbhrantí - com o "hr" dito como em inglês. 
Donank: Donan (Rosviôto)
Vryan: Vrrrrrrraian / Rhieavatre: Rilvatrrrrrê. 😂😂😂


5. Qual a maior dificuldade que você encontra/encontrou na hora de escrever e publicar seu livro?

Na hora de escrever não tive dificuldade, e ainda não tenho. É um processo natural, e muito gostoso. Publicar o primeiro também foi fácil pra mim, pois fui procurada pela editora. A dificuldade que tenho é na hora de divulgar, e de tornar meu livro conhecido. Tento de todas as formas que consigo, mas ainda estou muito longe de um reconhecimento razoável.


6. Você tem algum outro projeto além da série Sob a Luz das Galáxias? Quantos livros terá a série atual?

A saga terá 5 livros. Além de O BEIJO DA MORTE, que está publicado pela Chiado, impresso e digital, também tem À SOMBRA DO PERIGO e A FÚRIA DO DESEJO, que estão publicados na Amazon. O quarto livro eu estou escrevendo, UMA BUSCA INSANA. E ainda restará o livro final, AS TEIAS DA ESCOLHA.

Tenho 3 SPIN OFFs da saga em mente, uma delas conta a história da ponta do triângulo amoroso que não ficará com a Haysla, alguns anos após o último capítulo do último livro, mais ou menos na época do epílogo dele. Também quero contar em detalhes a lenda de Aznahan, o demônio da religião dos Klysos, e tem também um livro infantil, "as aventuras do pequeno Jam", que conta as estripulias que Benjamin fazia quando era uma criança muito intrépida, em Eklyeses.

Além destes, eu tenho "DE LUZ E DE SOMBRAS", livro volume único que estou escrevendo, e mais umas 10 histórias que tenho em mente, e que já têm até títulos.


7. A continuação de O Beijo da Morte, À Sombra do Perigo, já está disponível em e-book. Alguma previsão de quando sairá o exemplar físico?

O livro 3 também já está em e-book.
Quanto ao livro impresso, é uma questão que ainda estou definindo, por estar analisando a questão das editoras. Mas se demorar para eu chegar num consenso, vou publicar pelo impresso da Amazon, mesmo que provisoriamente, para atender aos leitores que só conseguem ler em físico.


8. Por último, deixe algum recado para seus leitores!

Quero dizer que vocês são meu maior troféu. O que faz tudo valer a pena. Ser escritora no Brasil é complicado, e muitas vezes penso em desistir, mas cada vez que vejo um post, um comentário, uma resenha, uma mensagem privada, uma avaliação... qualquer coisa que esteja falando dos meus livros, e sinto o carinho enorme dos meus leitores com a minha saga, com os meus personagens, eu me sinto nas nuvens. E aí eu vejo que vale a pena, sim. Que cada sacrifício vale muito a pena. Isso me recompensa. Obrigada por isso, de todo o meu coração.


Gostaram? Não deixem de ler essa saga maravilhosa!
Aproveitem e indiquem o projeto para algum autor amigo seu!

Ahh! Tá rolando sorteio de um kit lindo e exclusivo de O Beijo da Morte lá no instagram do CuraLeitura. Para participar clique AQUI.


Beijos!

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário, ele é muito importante para nós!

 
CuraLeitura . 2017 | Layout feito por Adália Sá e modificado por Thaiane Barbosa