Carta ao meu amor


476 palavras são suficientes para você?

Eu lembro como se fosse hoje a primeira vez que te vi, na área de serviço com seu irmão. Você estava com a cabeça raspada, tinha passado no vestibular e veio fazer a matrícula. Ou seja, eu teria um novo vizinho.

Eu tinha acabado de chegar de uma apresentação de dança e parei por uns minutos para conversar com vocês, saber um pouco mais sobre o vizinho novo. Não acreditei quando você disse a sua idade. Não era possível você, com aquela aparência, ter apenas 18 anos, ser mais novo que eu!

Lembro-me do dia em que você se mudou para cá. Você não sabe disso, mas eu te vi entrando no prédio com seu irmão, carregando um mundo de malas. O cabelo já estava crescido e você estava muito mais bonito.

Minha prima sempre foi melhor em se entrosar com as pessoas e ela logo fez amizade contigo. Mas você me despertou um interesse que fez com que eu puxasse conversa e logo começamos a nos conhecer.

Skatista, desenhista e futuro arquiteto. Prometeu-me um desenho, um bolo, um chá e disse que era cheio dos dotes culinários. Mas até hoje não fez bolo, nem chá, nem desenho e nem nada.

Não acho necessário falar de tudo o que a gente tem vivido desde então. Lembro-me do primeiro beijo, da primeira noite, de algumas bolas-fora. Você sabe que eu tenho uma memória boa. A sua, em comparação, parece ser a de um idoso com Alzheimer, isso porque você tem só 20 anos!

São tantas as coisas que fizeram eu me apaixonar por você que acredito que não dê para listar aqui. Mas as principais foram o seu caráter, sua honestidade, seu jeito simples de ser e de enxergar a vida. Sua beleza também conta, mas só um pouquinho; bem pouquinho mesmo.

É engraçado olhar pra trás e ver que num momento estávamos falando que não queríamos relacionamento sério, ambos com suas cargas de decepções, um tempo depois estávamos chorando – você chorando, eu sou uma pessoa séria, não choro – um nos braços do outro e fazendo declarações e hoje eu estou aqui escrevendo isso.

E, acredite, se eu estou escrevendo sobre você e levando a público as minhas palavras, é porque o que eu sinto por você não dá para ser descrito.

Lembrar de você me faz, involuntariamente, sorrir. Pensar em você faz meu coração bater um pouco mais forte. Ter você ao meu lado todo dia o dia todo é meu desejo, mesmo pensando as vezes que você já deve ter enjoado da minha cara. Seu irmão com certeza já!

Falei certa vez e repito: não gosto de te chamar de namorado. Namorado, namorada, namoro... são definições muito simplórias para aquilo que realmente existe entre nós. Prefiro pensar em você como meu companheiro, meu amigo, meu bem, meu amor. Amor que quero que dure para sempre.

Nathalie Louzada

19 comentários:

  1. Sem palavras para descrever o que sinto nesse momento. Poder acordar e ver que a pessoa que amo me escreveu as mais belas e verdadeiras palavras me causa essa reação.
    Sem poesia em minha escrita lhe escrevo que: 476 palavras não são o suficiente para nós, entretanto as 476 palavras descritas foi o bastante para mostrar a todos o inicio do nosso sempre amor... do nosso sempre, amor. Lhe amo!

    ResponderExcluir
  2. É tão bom ler um texto sobre o amor, e é melhor ainda quando esse texto foi escrito verdadeiramente, ele fica mais lindo ainda!
    Ficou muito bom, felicidades ao casal!
    Beijos

    http://blog-myselfhere.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ah como o amor é lindo! Adoro quando leio textos de amor, onde cada palavra lida é recheada de sentimentos e onde cada parágrafo carrega um pedaço do nosso coração. Legal que já se passaram dois anos né? Como o tempo passa rápido. Lendo o início do seu texto me lembrei como conheci meu esposo (há seis anos atrás eu e ele éramos apenas dois garotos e ele matando aula, veio jogar futebol perto da minha casa e como se não bastasse, ele e seus amigos vieram até minha casa pra pedir água) foi algo totalmente inesperado. Sabe quando algo acontece quando você não espera? Então acho que foi isso que aconteceu entre vocês também. Agora não posso deixar de dizer que ri em algumas partes como da parte em que você diz que não chora, que é séria e que a beleza não conta hahaha eu concordo com você a beleza conta bem pouquinho mesmo!
    Enfim, desejo que esses dois anos se multipliquem cada vez mais e que o amor de vocês venha transcender as linhas do tempo e espaço.
    beijos da Camis!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada!!! ❤
      Desejo o mesmo para você. :D

      Excluir
  4. Nossa que lindo!! Confesso que estou apaixonado e lembrei da pessoa lendo essa carta <3 <3 Amei mesmo Nathalie! Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito Obrigada!!! Que bom que te fez lembrar sua paixão. :)

      Excluir
  5. Olá!
    Nossa muito lindo isso que você escreveu, ficou tão delicado!! parabéns

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Que texto lindoooo, amei sua escrita, é muito bom escrever pelo que vivenciamos né, parabéns

    ResponderExcluir
  7. Oi Nath! Parabéns! Que texto lindo, cheio de amor, de paixão. É tão forte que dá para sentir em cada palavra! Amei! beijos!

    ResponderExcluir
  8. Amei a declaração e a resposta ali no primeiro comentário 😍
    Mas o amor é assim mesmo. Livre, intenso e singelo. Amei o texto.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  9. Own, que fofo! E o primeiro comentário é do homenageado. :) Adorei, desejo toda a felicidade do mundo a vocês, que seu amor cresça a cada dia e vença quaisquer obstáculos que surjam durante a longa jornada juntos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ju! Muitíssimo obrigada. É o que desejamos. :D

      Excluir
  10. Que lindo... cara, que sincero...
    Eu gostei muito, me deixou até sensível e com vontade de publicar as minhas cartas de amor tb kkkk
    Continue escrevendo, ficou maravilhoso!
    bjs
    :)
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário, ele é muito importante para nós!

 
CuraLeitura . 2017 | Layout feito por Adália Sá e modificado por Thaiane Barbosa